AS AULAS ESTÃO SUSPENSAS, NOSSA FOME NÃO! POR UMA QUARENTENA COM SEGURANÇA ALIMENTAR

*Municípios e estados precisam manter a segurança alimentar de estudantes já! *

POR QUE FALAR DE MERENDA É IMPORTANTE EM TEMPOS DE CORONAVÍRUS:

Ao mesmo tempo em que a suspensão das aulas se faz extremamente necessária com a crise do coronavírus no Brasil, para evitar a multiplicação dos casos da doença, mortes e superlotação de postos e hospitais, os sistemas de educação PRECISAM OFERECER ALTERNATIVAS para estudantes que DEPENDEM DA MERENDA para sua alimentação diária.

É importante lembrar que a doença deve expor exatamente as pessoas mais vulneráveis no país. Os números de informalidade ou desemprego só aumentaram nos últimos anos. Ainda assim, mais de 700 mil famílias aguardam na fila do Bolsa Família e 158 mil foram cortadas do programa este mês.

A última pesquisa sobre Segurança Alimentar no Brasil, feita pelo IBGE em 2013, revela as necessidades dos domicílios brasileiros: a cada cinco famílias, uma tinha restrições alimentares ou se preocupava com a falta de dinheiro para comprar comida. Naquele ano, eram 15 milhões de famílias

nessa situação, em que a merenda escolar é essencial para a alimentação mínima de crianças e jovens.

O QUE PRECISAMOS PARA GARANTIR A SEGURANÇA ALIMENTAR:

Por tudo isso, insistimos às redes municipais e estaduais por SOLUÇÕES IMEDIATAS à merenda escolar, uma responsabilidade social com a infância e juventude. A melhor saída é o fornecimento de uma Bolsa Merenda às famílias que necessitam, mas também há outras soluções.

Isso é totalmente viável e já acontece por exemplo no Distrito Federal, onde uma bolsa alimentação foi providenciada para as famílias de baixa renda. Outras redes têm oferecido para quem necessita a alimentação nas escolas, desde o início da quarentena, como nos municípios do Rio de Janeiro, Londrina e Cuiabá, onde a prefeitura informa que, de 54 mil estudantes, 10 mil dependem desta como única refeição do dia.

Responsabilidade, prudência e ações imediatas é o que esperamos das autoridades em um momento de crise como o atual. Por merenda JÁ!